Ademar Pereira

Filho de Agricultores, e o mais velho dos cinco irmãos, Ademar Pereira é casado, possui 2 filhos e duas netas. Começou a trabalhar aos 14 anos como auxiliar de informática em um Banco, onde ficou por 14 anos. Antes de se tornar educador foi corretor de imóveis, proprietário de agência de publicidade e, mais recentemente entrou no ramo de eventos. É Diretor da Escola Atuação e administra o Espaço Torres, sendo considerado um especialista na gestão de serviços e pessoas.

Ademar Pereira cursou Licenciatura em Matemática na Facivel e é Pós-Graduado em Gestão de Pessoas e Psicologia do Trabalho. Com uma trajetória profissional com mais de 40 anos, vivenciou um pouco de tudo. Foi Presidente da Associação dos Empresários do Boqueirão, do Sindicato das Escolas Particulares do Paraná e atualmente é Vice-Presidente da Federação Nacional das Escolas Particulares.

Com  toda essa experiência, adquiriu forte visão do mundo político, tanto da política sindical patronal como a política de trabalhadores. Hoje, com 54 anos lança seu nome como pré-candidato à Prefeitura Municipal de Curitiba.

Confira a entrevista com o pré-candidato Ademar Pereira.

Anúncios

Gustavo Fruet

Gustavo Bonato Fruet nasceu em Curitiba em 1963. É filho de Ivete e Maurício Fruet, que foi deputado estadual, deputado federal e prefeito de Curitiba. Gustavo é casado com a jornalista Marcia Oleskovicz.

Formado em Direito pela Universidade Federal do Paraná (UFPR), Gustavo possui os títulos de Mestre em Direito Público e de Doutor em Direito das Relações Sociais, também pela UFPR.

Iniciou sua atuação política no movimento estudantil, como presidente do Centro Acadêmico Hugo Simas, do curso de Direito da UFPR. Em 1996, foi eleito para o primeiro cargo público, o de vereador em Curitiba.

Dois anos depois, elegeu-se deputado federal, após uma campanha curta, na qual assumiu o lugar do pai, falecido a poucos dias da eleição. Foi o segundo candidato mais votado em Curitiba, com 45.929 votos. Em 2002, foi eleito para o segundo mandato de deputado federal, com 105.166 votos.

Em 2006, Gustavo Fruet reelegeu-se com 210.674 votos, que fizeram dele o deputado federal mais votado do Paraná.

Em 12 anos na Câmara dos Deputados, Gustavo apresentou mais de 40 projetos, atuou em algumas das mais importantes CPIs do período e exerceu com rigor e responsabilidade a prerrogativa de fiscalizar a atuação do governo.

Sua atuação foi reconhecida por eleitores, jornalistas e instituições. Desde 2003 Gustavo Fruet faz parte da lista dos “100 Cabeças do Congresso”, elaborada pelo Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (Diap).

Gustavo Fruet está também entre os parlamentares premiados em todas as edições do Prêmio Congresso em Foco, criado em 2006 pelo site homônimo para reconhecer o trabalho de deputados e senadores que se destacam no cumprimento de suas obrigações. Faz parte do restrito grupo de 11 parlamentares finalistas em todas as edições do prêmio.

Em 2010, Gustavo Fruet disputou a eleição para o Senado, recebendo os votos de 2,5 milhões de paranaenses.

O pré-candidato não aceitou o convite para participar da entrevista.

Jorge Bernardi

Jorge Luiz Bernardi foi vice-reitor do Centro Universitário Internacional, UNINTER, tradicional instituição de ensino paranaense, com mais de 150 mil alunos em todo o Brasil. É doutorando, mestre e especialista em Gestão Urbana na PUC/ Pr. Especialista em Formação de Docentes e Orientadores Acadêmicos em Ensino à Distância (EAD). Bacharel em Direito (advogado) formado pela PUC/Pr (1980) e Bacharel em Comunicação Social, habitação em Jornalismo, pela Universidade Federal do Paraná (1978).

Foi diretor da Escola de Gestão Pública, Política, Jurídica e de Segurança da Uninter. Coordena o Curso Superior Tecnológico de Gestão Pública e de Gestão de Serviços Jurídicos e Notariais. Também coordenada o curso de pós-graduação lato sensu, MBA em Administração Pública e Gerência de Cidades, e de Política Eleições: Marketing, Direito Eleitoral e Partidário.

Em sua vida acadêmica Bernardi já teve mais de 60 mil alunos em todo o Brasil. É autor dos livros; A Organização Municipal e a Política Urbana (3ª edição); O Processo Legislativo Brasileiro (2ª. Edição), com tiragem de mais de 40 mil exemplares; e coautor do livro Gestão de Serviços Públicos Municipais, com Nelson Brudeki Martins (no prelo). Também é autor de A Guerra do Contestado em Quadrinhos, e escreveu o capitulo O Poder Familiar na Câmara Municipal de Curitiba, publicado em Estado, Classe Dominante e Nepotismo no Paraná (Ricardo Costa de Oliveira, Org.).

Bernardi foi ainda professor da PUC/Pr na pós-graduação em Defesa Civil; na faculdade de direito de Francisco Beltrão, na pós-graduação em Direito Municipal; e na Faculdade OPET em Curitiba, em pós-graduação em Gestão Pública.

Vereador de Curitiba eleito para o sétimo mandato (2013/2016) Jorge Bernardi (REDE Sustentabilidade) foi Presidente da Câmara Municipal de Curitiba (1989 a 1990), quando aquele órgão foi apontado pela imprensa como um dos melhores legislativos do Brasil. As despesas da Câmara Municipal, que representavam 6,4 % do orçamento de municipal de Curitiba, foram reduzidas para 1,8 % ao deixar a presidência. Demitiu 154 funcionários (o quadro da Câmara de Curitiba foi reduzido de 534 para 380 servidores). Os salários dos vereadores curitibanos eram os mais baixos das capitais brasileiras, representando apenas 10 % da remuneração dos deputados estaduais. Reduziu os veículos oficiais de 39 para apenas seis.

Na sua gestão, como presidente da Câmara, Jorge Bernardi acabou com a aposentadoria dos vereadores e devolveu aos cofres públicos (Prefeitura) cerca de CR$ 75 milhões de cruzeiros, o que representa, em dinheiro de hoje, mais de R$ 1 milhão de reais. Bernardi também foi, por oito anos, suplente de Senador pelo Estado do Paraná (2003-2011).

Também Jorge Bernardi presidiu o Comitê Latino Americano de Parlamentos Municipais (2001), entidade com sede no Uruguai e que representa todos os legisladores municipais da América do Sul. Fundou e presidiu a União dos Vereadores do Paraná, (UVEPAR/ACAMPAR) por diversas vezes a partir de 1989. É vice-presidente da Abracam – Associação Brasileira de Câmara Municipais. Presidiu a CPI do Transporte Coletivo de Curitiba, em 2013, que apontou inúmeras irregularidades na licitação de 2010, do sistema de transporte coletivo. Foi ainda presidente da Comissão de Urbanismo e Obras Públicas da Câmara Municipal de Curitiba.

Publicou e dirigiu por seis anos a revista Vereador, especializada em Direito Municipal e Administração Pública. Foi Secretário Municipal do Trabalho e Emprego de Curitiba (2009/10), quando criou as feiras do emprego e da capacitação profissional que possibilitou que milhares de trabalhadores pudessem conseguir um emprego.

Bernardi é Conselheiro Nacional do Conselho Nacional das Cidades pela terceira vez – Membro titular do Comitê Técnico de Trânsito, Transporte e Mobilidade e do Comitê Técnico de Habitação. Foi ainda membro da Comissão Executiva da 3ª Conferência Nacional das Cidades (2007-08).

Confira a entrevista com o pré-candidato Jorge Bernardi.

 

Maria Victoria

Maria Victoria Borghetti Barros representa, hoje, a liderança da mulher jovem na política do estado do Paraná. Na trajetória dos seus 23 anos de idade, não só viveu a política com seus pais, como se preparou para também fazer parte dela: estudou por 5 anos na Suíça, onde se formou; trabalhou na China; realizou projetos humanitários na África e retornou com o objetivo de seguir os objetivos de seus pais, Ricardo Barros e Cida Borghetti, para servir a comunidade com uma gestão pautada na ética e na verdade.

Independente, preparada e com personalidade forte, Maria Victoria acredita em uma educação que faça toda a diferença, considerando este o caminho mais correto para a melhoria da cultura em nossa sociedade. Nascida em 1 de fevereiro de 1992, em Maringá, Maria Victoria representa a força do jovem na luta por uma sociedade mais justa. Presidente Estadual da Juventude Progressista, a jovem organiza movimentos para discutir as situações de cada região do estado, conhecendo de perto os problemas da comunidade e ouvindo as principais reivindicações. Nesses encontros com a juventude, além de promover palestras, são levantadas questões de acordo com a necessidade de cada região para que projetos específicos atendam esses problemas. Com experiência política herdada dos pais, Maria Victoria disputa, pela primeira vez, uma cadeira na Assembleia Legislativa. Atuante e já reconhecida como uma grande liderança, Maria Victoria será uma expressiva força política do nosso estado. O futuro se faz agora, e a participação do jovem na política é essencial para as mudanças do nosso país.

Confira a entrevista com a pré-candidata Maria Victoria.

 

Ney Leprevost

Ney Leprevost iniciou sua vida profissional aos 13 anos de idade como comentarista esportivo. Sempre muito comunicador e proativo, teve contato direto com a comunidade e aos 22 anos foi eleito para o seu 1º mandato na Câmara Municipal de Curitiba, sendo nesta época o vereador mais jovem desta cidade. Logo em seu primeiro mandato, Leprevost idealizou e concretizou a linha de ônibus Inter Hospitais pensando em beneficiar pacientes vindos de todo o Paraná. Ligando os principais hospitais de Curitiba e outros importantes centros de saúde, a linha Inter Hospitais consolidou-se como uma alternativa eficiente de transporte coletivo para as pessoas que necessitam de atendimento médico.

Ney foi presidente da Associação dos Amigos do Hospital de Clínicas e é amigo da Rede Feminina de Combate ao Câncer, da Associação das Crianças Órfãs da AIDS, do Pequeno Cotolengo do Paraná e de mais 146 entidades.

Pela atuação de destaque, especialmente na área social e de esporte, em 1999 foi convidado a assumir a Secretaria de Estado do Esporte e Turismo, tornando-se o Secretário mais jovem do Brasil com 25 anos. Frente a esta pasta Ney Leprevost foi o idealizador do “Centro de Excelência do Basquete” e retomou o projeto “Pintando a Liberdade” que pelos excelentes resultados sociais apresentados tornou-se referência na ressocialização dos detentos do sistema penitenciário. Também foi o idealizador do projeto “Piá Bom de Bola”, que reuniu em sua 1ª edição mais de 200 mil crianças, entrando para história como o maior evento esportivo já promovido no Paraná. Na área do Turismo, o Congresso ABAV 99, foi sem dúvida sua maior realização. Evento que reuniu cerca de 18 mil pessoas de mais de 60 países em Curitiba, e que já havia lhe rendido o título de “Sócio Honorário” desta instituição por ter sido um dos articuladores para que Curitiba sediasse o evento.

Em 2000 foi reeleito vereador de Curitiba, sendo o autor de mais de 50 Projetos de Lei, na área da saúde, educação, esporte e turismo, entre outras, visando melhorias nas condições de vida de todos os cidadãos paranaenses. No ano de 2003 instituiu a CEI da Saúde – Comissão Especial de Inquérito Parlamentar, para averiguar irregularidades no setor da saúde.

Nas eleições municipais para vereador no ano de 2004, foi o primeiro colocado na Câmara Municipal de Curitiba, reeleito com 18.582 votos, sendo o mais votado em Curitiba e no Paraná.

Em 2006 concorreu a uma vaga na Assembléia Legislativa do Paraná e elegeu-se com 53.471 votos, sendo o deputado estadual mais votado entre os que tentaram pela primeira vez o cargo. Como parlamentar criou mais de 200 Projetos de Lei nas áreas de saúde, cultura, educação. A frente da Comissão de Saúde, criou vários projetos de lei, como o que garante a isenção de alíquota de cobrança de ICMS aos medicamentos farmacêuticos, desde que o benefício seja repassado para o consumidor final. Criou também a Semana Paranaense de Prevenção da Síndrome de Imunodeficiência adquirida – Aids e demais doenças sexualmente transmissíveis, a ser realizada no mês de novembro. Também aprovou 36 milhões em emendas parlamentares, para equipar hospitais do Paraná. Denunciou a falta de leitos de UTI no interior do Estado e defendeu a população humilde na crise dos remédios. O Projeto de Lei que garante a mamografia gratuita para mulheres a partir dos 35 anos e o que proíbe o uso de jalecos, aventais e outros equipamentos de proteção individual utilizados por servidores, funcionários e profissionais da área da saúde ao frequentarem bares, restaurantes, lanchonetes, confeitarias e todos os lugares que sirvam alimentos fora dos hospitais. Este projeto teve o apoio de todas as entidades que representam os profissionais da área da saúde.

Confira a entrevista com o pré-candidato Ney Leprevost.